Nos primeiros anos de vida das crianças, é importante ajudá-las a identificar, compreender e controlar as emoções, para que, no futuro, desenvolvam relacionamentos saudáveis e equilibrados. Nesta fase de formação, o papel dos pais é fundamental [1].

Para desenvolver uma inteligência emocional correta e adaptada ao seu mundo, uma criança deve perceber aquilo que sente e o que sentem os outros. Controlar estes sentimentos e emoções vai permitir que tome decisões mais racionais e que interaja adequadamente no futuro [2].

Em primeiro lugar, a criança deve identificar as emoções, desenvolvendo a sua perceção emocional. Uma vez identificadas, deve aprender a compreendê-las e a utilizá-las.

Estas capacidades fazem parte do desenvolvimento das crianças e são tão ou mais importantes que o desenvolvimento académico e físico. Se este desenvolvimento for bem conseguido, será mais fácil lidar com os sentimentos

utilizando-os de forma positiva e assim evitar stresses e preocupações desnecessárias.

Os recém-nascidos apresentam variações de humor frequentes e intensas, porque não possuem mecanismos que lhes permitam tranquilizar-se, ou seja, ainda não entendem as emoções e os sentimentos que surgem. Com a idade, estas alterações reduzem-se, num sinal de amadurecimento que advém do aumento da inteligência emocional.

Existe uma tendência para prestar mais atenção aos bebés quando eles choram ou estão inquietos, o que pode resultar numa associação negativa que se deve evitar. É importante estabelecer laços emocionais em momentos de tranquilidade do bebé, fomentando uma atitude positiva.

Entender os sinais para poder interagir no momento certo é parte fundamental deste processo – se o bebé não estiver predisposto a momentos de brincadeira, é preferível adiá-los, já que a sua recetividade não será a ideal. Utilize os períodos em que se encontra mais ativo para estimular a visão, a audição e os movimentos do bebé.

Seguindo estas recomendações, o seu filho crescerá feliz e terá mais ferramentas para encarar a vida com confiança.

 

[1] Hyson, M. The Emotional Development of Young Children: Building an Emotion-centered curriculum, 2004

[2] Saarni, C. Emotional Development in Childhood, 2011

Informação adicional:

Castro V. L., Halberstadt A. G., Lozada F. T. and Craig A. B. Parents’ Emotion-Related Beliefs, Behaviours, and Skills Predict Children’s Recognition of Emotion, 2015

Publicado: 10-08-2018