É seguro que ter um acidente quando se está de férias é algo que ninguém imagina quando idealiza os seus dias de descanso que tanto deseja. Ter que ir a um hospital num ambiente desconhecido pode ser uma experiência stressante, sem mencionar o facto de que está a perder o seu tempo de férias para relaxar. As circunstâncias podem ser confusas e pode sentir-se desorientado, mas, lembre-se que esteja onde estiver, precisa de ter um plano para lidar com este tipo de situações. Neste artigo damos-lhe algumas dicas úteis para o caso de sofrer um acidente quando estiver de férias.

O que devo fazer se tiver um acidente no estrangeiro?

A primeira coisa a fazer é descobrir qual é o hospital mais perto do seu hotel ou local de hospedagem. Muitas vezes, quando um turista tem um acidente nas suas férias, prefere esperar até voltar a casa para ir ao médico, o que pode trazer problemas muito graves. Mesmo que ache que o acidente apenas lhe provocou alguns inchaços e nódoas negras, existe o risco de lesões internas e outro tipo de problemas que devem ser vistos por um médico. Dirija-se sempre às urgências do hospital que estiver mais perto, já que, por requisitos legais, se precisar de fazer uma queixa ou reportar o acidente, o comprovativo de que foi às urgências será importante.

Seguros de acidentes para estar protegido no estrangeiro

Dependendo da sua companhia de seguros, a forma como os seguros de acidentes o van ajudar nestas situações pode variar.

Com o Seguro de Acidentes de Circulação da MetLife, em caso de um acidente, terá acesso à melhor cobertura 24 horas por dia, 365 dias por ano. Descubra todas as vantagens do nosso seguro de acidentes e desfrute da tranquilidade de saber que, aconteça o que acontecer, estará sempre mais protegido.

E siga disfrutando a sua viagem…

Uma vez que já tenha ido ao médico e tiver sido tratado, não deixe que o acidente estrague o resto das suas férias. Se a hospitalização não for necessária, e o médico o permitir, aproveite ao máximo os dias que lhe sobram para descansar e relaxar. No entanto, lembre-se de seguir as ordens do médico e, ao voltar a casa, consulte o seu médico para confirmar que está tudo bem.