Durante o verão, os nossos hábitos de higiene oral ficam em risco, alimentos, refrigerantes, gelados e outros prazeres de verão desluzem o nosso sorriso.

 

Alguns números sobre saúde oral

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a saúde oral é um indicador chave da saúde de um país, portanto podemos afirmar que:

  • As doenças orais são as doenças não transmissíveis mais comuns e podem afetá-lo ao longo da sua vida. Causam dor, desconforto, desfiguração e em casos muito extremos a morte.

 

Conselhos para proteger o seu sorriso num dia de sol e água

Além dos conselhos conhecidos sobre alimentação temos alguns riscos próprios das estações de primavera e verão poderá desconhecer.

Na água da piscina os dentes entram em contacto com o cloro e outras substâncias químicas. Estas substâncias favorecem a acumulação de tártaro e causam manchas nos dentes, podendo chegar mesmo a danificar as gengivas. Recomendamos que escove bem os dentes depois de um dia de banhos.

No entanto, a água do mar faz o contrário, o sal previne o aparecimento de cáries, uma vez que nivela a acidez natural da boca.

Se praticar ou quiser praticar mergulho, deve ter em conta que isso pode afetar os seus dentes e mandíbula. Os dentes podem sofrer de dor durante os mergulhos se tiver cáries, enchimentos ou qualquer doença nas gengivas. Por outro lado, a mandíbula irá ressentir-se devido à pressão exercida nas vias aéreas.

Se não for muito ativo, e simplesmente quiser apanhar sol, lembre-se que os lábios são a parte do corpo mais suscetível a queimaduras, pois não têm melanina. Use batom com protetor solar.

Tenha também muito cuidado com bebidas frias, gelados, ou os seus opostos: um café ou chá quente. Mudanças bruscas de temperatura criam uma sensibilidade dentária que é fácil de evitar, tentando gradualmente adaptar-se a cada temperatura. Nada de beber uma garrafa de água fria de uma vez!

E falando em água, é muito importante manter-se hidratado, pois a sensação de "boca seca" é comum quando estamos desidratados e podemos ter problemas para engolir, falar ou comer. Pode até causar dor, irritação ou queimadura na língua.

 

Um seguro dentário para cobrir o que a Segurança Social não cobre

Todos tivemos medo do dentista, mas as consequências de não o visitar podem ser piores do que a prevenção e manutenção habituais. Na Segurança Social são cobertos alguns tratamentos odontológicos, mas a maioria tem que ser paga e, apesar de existirem ajudas, estas são limitadas. É por isso que é muito importante ter acesso a profissionais qualificados que possam fornecer este serviço a preços razoáveis ​​e com qualidade comprovada.

É por isto que um seguro que cobre tratamentos dentários é básico para cobrir os custos que podem ocorrer quando um acidente ou doença requer tratamento complexo.