Já passou algum tempo desde que contratou o seu seguro de vida, se calhar, já nem sabe à quanto tempo é que o tem. Certo? Provavelmente a sua vida já deu algumas voltas, desde então, e esteja na hora de adaptar o seguro às suas necessidades atuais.

 

A sua família cresceu?

Se se casou desde que contratou o seu seguro de vida, saiba que ambos estão cobertos, no entanto, se teve filhos, é muito importante avaliar a cobertura que precisa para proteger toda a sua família. Por outro lado, se está a começar a cuidar dos seus pais, precisa de saber que tipo de seguro deveriam ter e qual será o mais adequado para cobrir os cuidados necessários.

 

Mudou de trabalho?

Nos últimos anos pode ter mudado de trabalho, de posição ou até mesmo de carreira. Pode ser que o tenham promovido e que o seu salário tenha crescido bastante desde que contratou o seu seguro. Os especialistas recomendam que contrate uma cobertura de seguro equivalente ao salário dos seus últimos sete anos de trabalho. Se o seu salário aumentou, pode ser que esteja na hora de reavaliar o seguro de vida para assegurar-se de que a sua família está totalmente protegida.

 

Novos gastos e responsabilidades financeiras

Comprou uma casa? Investiu num novo projeto? Comprometeu-se a alguma causa à qual esteja associado uma obrigação económica?

Quantas mais responsabilidades financeiras tiver, mais cobertura de seguro precisa. É muito importante ter um seguro que cubra todas as suas responsabilidades financeiras para que os seus entes queridos não sejam afetados no caso de algo inesperado.

É especialmente importante que o faça se tiver algum tipo de dívida, sócios com quem partilha alguma obrigação financeira ou se tiver empregados que dependam diretamente de si.

O seu seguro de vida deve ajustar-se às suas circunstâncias. As mudanças na sua situação económica, gastos e tamanho da sua família, são variáveis relevantes a ter em conta ao reavaliar o seu seguro.

O ideal é levar algum tempo para avaliar a sua situação atual e considerar que tipo de seguro se adequa melhor às suas necessidades reais e preocupações futuras. Pode ser que o seu seguro já seja o ideal e não tenha que fazer nenhuma alteração, mas, talvez, tenha que adaptá-lo às mudanças da sua vida.

Publicado: 11-07-2018