Bruxismo é a designação técnica da ação de ranger os dentes. Trata-se de um hábito inconsciente que consiste em apertar os dentes durante a noite, ainda que exista também o bruxismo diurno, associado a hábitos como roer as unas ou má postura da mandíbula.


Quais são as causas?
A maioria das causas estão relacionadas com stress emocional, durante o sono. As situações de stress no trabalho ou na vida pessoal costumam ser os gatilhos. Também pode surgir por desordens do sono, problemas de encaixe da mandíbula ou até problemas ortopédicos ou neurológicos.


O que provoca?
Em alguns casos pode não apresentar nenhum síntoma, mas as consequências mais comuns são:
Desgaste dos dentes. As superfícies desgastam-se, produzindo danos no esmalte e favorecendo o surgimento de sensibilidade dentária.
Fraturas dentárias. Os dentes tornam-se mais sensíveis e como consequência do desgaste, podem chegar a fraturar-se.
Dor de cabeça, pescoço e ombros. São problemas muito comuns, juntamente com a inflamação das articulações e dos músculos da témpora.


Qual é a solução?
Em primeiro lugar, é importante saber qual é a origem do transtorno, visitando um especialista. Normalmente, o tratamento básico é a utilização de uma placa de bruxismo, uma espécie de aparelho de plástico que se coloca na boca durante a noite para impedir o contacto entre os dentes.
Noutras situações, é necessário efetuar um tratamento integral com um psicólogo e um odontologista. Para além do tratamento dentário, o psicólogo pode ajudar a gerir o stress e a situação que provocou o bruxismo.

Fonte: http://www.revistabuenasalud.com/bruxismo-soluciones-para-quienes-rechinan-los-dientes-al-dormir/

 

 

Publicado: 10-08-2018