Durante a gravidez, o seu médico poderá recomendar-lhe repouso absoluto, especialmente se existirem indícios de potenciais complicações. Enquanto o descanso, na teoria, pode parecer atrativo, na realidade pode significar o impedimento de realizar várias tarefas comuns e em alguns casos pode levar mesmo a estados de depressão.

A opção de recomendar repouso completo depende da opinião de cada médico. Não está provado que este tipo de descanso ajude a evitar complicações no parto e a tendência tem sido recomendar cada vez menos este tipo de tratamento. Garanta que existam motivos reais para o fazer.

Na maior parte dos casos, o estado de gravidez apenas significa uma redução de atividade durante um curto período de tempo. Assim poderá continuar a fazer as tarefas domésticas e até mesmo trabalhar até perto da data do parto.

Existem várias razões para que o repouso possa ser indicado: gravidez múltipla, problemas cervicais, dificuldades de crescimento do feto, etc. Alguns problemas crónicos podem também levar a uma recomendação neste sentido. Nestes casos, a mulher deverá evitar estar em pé e deverá evitar esforços. Em casos extremos, pode mesmo ser necessária a hospitalização da futura mamã [1].

Este nível de inatividade pode originar varias consequências na saúde mental e física. Dores nos músculos e articulações, sensação de isolamento, alterações de humor e até mesmo depressão são situações comuns. É muito importante estar acompanhado por familiares ou amigos que ajudem nas tarefas mais complicadas e que sirvam como estímulo positivo durante este período.

Esclareça devidamente com o seu médico quais as regras que deve seguir relativamente ao tipo de tarefas permitidas, ao tempo de repouso necessário, a hábitos alimentares, à atividade sexual, etc.

Tendo em conta todo o tempo que terá disponível, organize atividades que lhe permitam manter-se ocupada e tirar o máximo partido da situação. Deixamos-lhe algumas dicas:

Leia. Aproveite para ler os últimos bestsellers ou atualizar aquela lista de clássicos pendentes.

Faça alguns exercícios de alongamentos e de movimento das articulações.

Controle a sua alimentação, uma vez que queimará menos calorias durante o tempo de descanso. Lembre-se de beber água para manter-se hidratada.

Prepare tudo para a chegada do bebé! Encontrará disponível varias opções online para pesquisar e comprar a roupa, o berço, comida, uma baby-sitter, etc.

Inscreva-se num curso online. Várias instituições de ensino oferecem cursos completos à distancia, para reforçar competências e regressar ainda mais forte após o parto.

Informe-se com o seu médico sobre qualquer situação excecional que lhe seja recomendada ou sobre qualquer dúvida, e procure sempre o lado positivo das situações.

 

[1] Crowther CA, Han S. Hospitalisation and bed rest for multiple pregnancy, 2010

 

Publicado: 10-08-2018