Em artigos anteriores, já falámos sobre os benefícios da dieta vegan, assim como dos alimentos que podem ser utilizados como substitutos de produtos de origem animal. Neste artigo contamos-lhe as consequências de levar uma “má alimentação vegana”. Com isto queremos dizer uma alimentação pobre em nutrientes.  

Ainda que existam alimentos suficientes para levar uma alimentação vegana nutritiva, se não conhecer bem os alimentos e os nutrientes que o nosso corpo precisa, é provável que ao adotar este estilo de vida, se sinta mais fraco. Se está a pensar em adotar a dieta vegana, informe-se bem antes de o fazer, se tiver dúvidas, recomendamos que consulte um especialista para que o possa ajudar a mudar a sua alimentação de forma saudável.

Estes são alguns dos perigos que pode encontrar se for um “mau vegano”:

A falta de energia é uma das queixas principais daqueles que adotam uma dieta pouco nutritiva, muitas vezes por falta de ferro. O ferro pode ser encontrado em alimentos vegetais, embora com maior dificuldade para absorvê-lo, por isso é aconselhável consumi-lo junto com a vitamina C para favorecer a sua absorção.

Quando eramos crianças os nossos pais diziam-nos que precisávamos de cálcio para crescer, e a verdade é que eles tinham razão. O cálcio é importante para o crescimento dos ossos e para a proteção dos dentes, o problema é que a maior parte dos alimentos que contêm cálcio, são de origem animal. Numa dieta vegana deve consumir uma certa quantidade de verduras para obter este nutriente.

Se já se informou sobre este tema, saberá que a vitamina B-12 é a mais falada entre a comunidade vegana. Isto deve-se a que esta é uma vitamina essencial para o bom funcionamento do nosso sistema nervoso, assim como para a formação de vasos sanguíneos. O problema é que esta vitamina é própria de alimentos de origem animal. Sendo assim, deve procurar alternativas para assegurar que não lhe falta esta vitamina, pelo que aconselhamos ingerir bebidas de soja ou suplementos alimentares.

Em relação ao cérebro, ao seu desenvolvimento, ao sistema cardiovascular e à visão, cada dieta deve incluir ácidos gordos como o ômega-3, presentes em alimentos como ovos e salmão. A solução vegana? Sementes de chia, nozes, couves de bruxelas ou suplementos alimentares.

 

Publicado: 17-10-2018