Passamos cerca de ¼ da vida adulta no trabalho, por isso é perfeitamente normal procurar um caminho profissional que nos ajude a sentir felizes e realizados.

Mas o que define realmente uma boa carreira? E como saber quando procurar uma melhor? Se se encontrar preso a uma rotina ou se questionar sobre o que existe “lá fora”, coloque a si mesmo as seguintes questões:

1. Existem oportunidades de promoção no seu emprego?

Um estudo [1] conduzido pelo LinkedIn, incluindo 10.000 pessoas que recentemente mudaram de emprego, descobriu que cerca de 45% dos inquiridos justificaram esta mudança com a falta de oportunidades para progredir na carreira.

Se pretende subir na hierarquia da sua empresa, mas sente que o seu posto torna isso difícil, tente explorar outras opções dentro da empresa antes de procurar noutro lado. Fale com os seus superiores sobre oportunidades de desenvolvimento disponíveis. Pode surpreender-se com o que uma empresa pode fazer para manter um trabalhador valioso.


2. Um eventual aumento salarial justifica a mudança?

No mesmo estudo mencionado anteriormente, cerca de 74% dos participantes recebeu um aumento salarial ao mudar de emprego. É óbvio que o dinheiro é um grande motivador nas decisões de carreira. Mas também é importante perceber se a mudança de trabalho implica outros tipos de alterações que podem ser negativas.

Por exemplo, deslocações mais longas entre a casa e o trabalho, mais horas, menos benefícios, um ambiente de trabalho diferente, menos flexibilidade – tudo isto deve ser considerado para perceber se mais dinheiro vale mesmo a pena.


3. A função que desempenha enquadra-se nos seus interesses?

Muitas pessoas sentem que apesar de serem boas naquilo que fazem, não têm um especial interesse pelo trabalho. Não existe nada de errado nisto, mas é possível que obtenha mais satisfação num emprego que lhe seja mais querido a nível pessoal, que encaixe nos seus objetivos e nas suas paixões.

O que lhe interessa fora do trabalho? O que é que o entusiasma no seu trabalho atual, e o que o aborrece? Estas respostas podem ajudar a perceber o que o satisfaz e se uma mudança é necessária.


4. Está contente com o seu equilíbrio entre trabalho e vida pessoal? Este equilíbrio é fundamental para a realização pessoal e profissional. Se passa mais horas do que deveria no trabalho, significa que este é um ponto a melhorar.

Trabalhadores com um equilíbrio correcto entre o profissional e o pessoal – que descansam bem e aproveitam o tempo livre – apresentam uma maior produtividade e uma visão mais positiva. Trabalha mais ou menos do que esperava quando começou o emprego atual? Sente que o trabalho prejudica a sua vida pessoal?


5. Gosta da cultura da sua empresa? A cultura da empresa define o ambiente quotidiano em qualquer organização. Quais são os valores e objetivos? Quais as expectativas e regras? É um ambiente relaxado ou muito formal? Como é a interação entre os trabalhadores e com os superiores?

A cultura de empresa varia entre locais de trabalho, mesmo dentro da mesma indústria. Pense se o seu local de trabalho é bom para a sua personalidade e forma de estar, ou se precisa de algo diferente.

 

Dê o próximo passo. Antes de tomar a decisão de deixar o emprego atual, marque uma conversa com o seu responsável ou superior hierárquico, e conte-lhe como se sente.
Deixamos-lhe algumas dicas para ajudar a preparar essa conversa:

Marque uma reunião enviando um e-mail ou falando diretamente. Seja claro sobre as suas intenções e sobre o que quer falar. Desta forma, ninguém será apanhado desprevenido. 

Coloque o máximo possível de questões específicas. Existe alguma posição que lhe interesse particularmente, ou algum problema premente no seu posto atual que precisa de resolução? Mantenha uma direção clara na conversa.

Pesquise. Se vai perguntar sobre uma nova função, saiba o que implica e esteja preparado para justificar a mudança. 


Durante a carreira surgem momentos de mudança, por isso é importante pensar com cuidado sobre os seus objetivos pessoais e não se precipitar.

Faça as questões certas, atempadamente, para saber quem é e onde quer chegar. Fale com a sua empresa sobre oportunidades de desenvolvimento profissional. Estes passos vão permitir que tome decisões informadas sobre a sua carreira e o seu futuro.

 

[1] New Research Reveals the Real Reason People Switch Jobs (and It isn’t Money or Their Boss) – https://goo.gl/sNy9Sv

 

Publicado: 10-08-2018