Já estamos oficialmente no outono e os termómetros começam a descer, o inverno está cada vez mais presente e, com ele, vêm também as principais doenças que tanto o caracterizam. Estas afetam principalmente as vias respiratórias, e costumam ser as constipações, a gripe e a faringite. Além disso, existem outras doenças de outono não tão comuns como as anteriores, como as alergias que se produzem por causa do aumento da humidade, o bolor e os ácaros, a depressão sazonal causada pela alteração horária e os respetivos períodos de escuridão mais longos, e os problemas do sistema cardiorrespiratório, que fica sobrecarregado ao tentar adaptar-se às mudanças de temperatura.

É óbvio que o outono é uma estação que põe à prova o nosso sistema imunitário e, sobretudo, o das crianças, pois são mais vulneráveis no momento de contrair estas doenças. Não podemos evitar o contágio porque estamos em constante contacto com outras pessoas, mas sim podemos adotar certos hábitos para diminuir a possibilidade de ficar doente.

Como podemos prevenir as doenças de outono?

1.Arejar a casa diariamente, sobretudo naqueles espaços em que passamos mais tempo. Desta forma, vivemos num ambiente limpo e sem vírus.

2.Lavar as mãos corretamente. As mãos, por estarem continuamente em contacto com tudo, convertem-se no principal foco de infeção, pelo que é importante mantê-las sempre limpas.

3.Viver uma vida saudável para que o nosso sistema imunitário resista às infeções: praticar desporto, ter uma alimentação equilibrada, manter um bom estado emocional, etc.

4.Manter a casa limpa. Não é importante apenas arejar a nossa casa, mas também mantê-la limpa para evitar as alergias produzidas pela acumulação de ácaros e bolor.

Fonte: http://sadiv.org.ar/recomendaciones/llega-el-otono-algunas-recomendaciones-para-evitar-la-gripe/

Publicado: 10-08-2018