Como em todos os setores, no que toca à alimentação também existem modas e tendências. Provavelmente, já ouviu falar dos super alimentos que, até recentemente, nem sequer eram consumidos no nosso país. Por isso, hoje vamos analisar alguns destes super alimentos e descobrir o que são e se o que se diz sobre eles é verdade.

Óleo de coco:

Conhecido como uma gordura boa para a cozinha, o óleo de coco destaca-se pelo seu sabor especial. Este óleo é composto principalmente por gordura saturada e provoca um aumento menor nos níveis de colesterol em comparação com outras gorduras, como a manteiga. No entanto, continua a ser um risco para o colesterol maior do que se usássemos óleos vegetais (insaturados). Por esse motivo, não é aconselhável usar óleo de coco nas refeições para pessoas com alguma insuficiência cardíaca.

Leites vegetais:

O leite de amêndoa e o leite de soja são duas bebidas que ganharam destaque nos últimos anos por serem alternativas ao leite de vaca, bem como pelo seu alto teor nutricional. O leite de soja tem efeitos antioxidantes, o que pode ser positivo para a saúde e para a regulação intestinal. No entanto, devemos tentar consumi-lo com moderação. Sem dúvida, o leite de amêndoa é uma opção saudável, contudo, é pobre em proteínas e cálcio em comparação com o leite de vaca, além de ter um teor de açúcar maior do que o normal.

Abacate:

Este fruto é rico em nutrientes e, sobretudo, em gorduras saudáveis ​​que podem ajudar o coração. Ainda assim, devemos ter cuidado com duas coisas: a primeira, o consumo de pão que costuma acompanhar estes alimentos nas já famosas tostas de abacate e, a segunda, a quantidade que consumimos de abacate (já que, como tem um sabor que tende a agradar, é fácil comermos demais).

Batidos e sumos detox:

Uma das modas que tem dado mais que falar nos últimos anos são os batidos e sumos detox. São geralmente feitos à base de várias frutas e vegetais que podem causar uma sensação de pouca saciedade em comparação com o que sentiria ao consumir todas as frutas e vegetais que foram utilizados para fazer o sumo. Com isto surgem dois problemas: O primeiro, é que acaba por consumir muito mais frutas e verduras do que consumiria normalmente. E o segundo, deriva do primeiro, é o elevado teor de açúcar destes batidos e sumos.

Publicado: 22-08-2018