Aquilo que comemos e bebemos, o nosso nível de atividade, como lidamos com o stress do dia-a-dia, e outros fatores do estilo de vida que levamos, ajudam a determinar a saúde do coração. Mesmo que a maioria das pessoas não pense sobre isso quando é jovem, muitos problemas cardíacos podem ser evitados ou controlados, se tomar decisões inteligentes e tendo alguns cuidados. Descubra os nossos 5 conselhos, que pode adotar, já, para proteger e cuidar do seu coração.

 – Pratique exercício

Tente fazer, pelo menos, 30 minutos de exercício moderado todos os dias, ou pelo menos, a maioria dos dias. Exercícios aeróbicos, como caminhar, andar de bicicleta, subir escadas, nadar, saltar à corda, treinar circuitos e dançar, mantêm o coração em forma. Além disso, o exercício é uma das melhores maneiras para controlar o stress. 

Corte no sal.

Se não resiste a pôr sal na comida e, até, tem por hábito fazê-lo antes de provar o prato, provavelmente a sua pressão arterial será alta, o que significa que tem um risco maior de ter problemas cardíacos no futuro. A ingestão diária máxima recomendada de sal é de, apenas, 6 g para adultos e 3 g para crianças (2,5 g de sal equivale a 1 g de sódio). Tome nota destes números e tenha-os em conta na sua alimentação

Coma mais alimentos ricos em fibra

A fibra ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue e ajuda a saciar, tornando menos provável que coma em excesso. Para garantir que consome fibra suficiente, certifique-se de que come frutas e cereais integrais e legumes, como feijão preto, feijão, grão de bico e lentilhas.

Controla o stress

A maneira como lida com o stress da vida pessoal e profissional pode afetar diretamente o seu coração. Se acha que leva um estilo de vida excessivamente stressante, consulte um especialista para ajudá-lo a controlá-lo.

Beba moderadamente

Apesar de um copo de vinho tinto conter antioxidantes que podem ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas e o álcool poder causar um ligeiro aumento nos níveis de colesterol HDL, beber muito álcool pode aumentar a pressão arterial.

 

Publicado: 10-08-2018