O ideal seria ter tudo controlado, mas há muitos imprevistos que podem fazer mossa na economia familiar, quase sempre quando menos esperamos. No entanto, é possível prever e minimizar alguns desses gastos, com estes conselhos:

Criar um fundo de emergência

Poupar não é fácil, mas com esforço tudo se consegue. Tente poupar todos os meses uma parte do seu salário, para estar preparado no caso de imprevistos. É recomendável ter de reserva três meses de salário, no mínimo, para poder ter uma margem segura.

Antecipar futuros problemas

Ainda que na maior parte das vezes surjam de repente, existem indícios que ajudam a prever certos problemas. Por exemplo, se o nosso carro passou a última revisão à justa, é provável que em algum momento possa ter uma avaria. Se em casa o ar condicionado tem algum problema de funcionamento, também pode deixar de funcionar completamente.

Organizar todos os gastos

É importante saber quais são os gastos fixos para evitar pagamentos tardios e para saber exatamente quanto poderemos poupar cada mês. Organize todo o fluxo de dinheiro num documento, para que fique tudo bem claro. Estabeleça a diferença entre os gastos que não variam, os que variam e aqueles dos quais pode prescindir. Ao final do mês, faça um balanço dos resultados e pense em como reduzir no mês seguinte.

Não arriscar e assegurar o futuro.

Por último, para estar mais tranquilo, é aconselhável contar com um seguro Crédito Seguro, que no caso de imprevistos graves, proporciona segurança para si e para os seus.

 

Fuente: https://www.ferratum.es/blog/5-consejos-para-afrontar-gastos-imprevistos

http://fuenlabradanoticias.com/gastos-imprevistos-familia-trucos-hacerles-frente/

Publicado: 16-07-2018