Ed Summers foi diagnosticado com a condição degenerativa de retinite pigmentosa aos 10 anos de idade, e ao longo dos últimos 35 anos foi ficando praticamente sem visão. Para tentar diminuir a barreira dos invisuais relativamente à visualização de dados em gráficos, Ed criou um software acessível para todos, intitulado SAS Graphic Accelerator.

Este software tem forma de plug-in e, por isso, está pensado para ser instalado nos browsers. Quando usado, este software analisa os sites e os dados de gráficos dentro deles, e transforma-os para que as pessoas invisuais sejam capazes de “ver” a informação.

Como?

Através do som de um piano. As notas mais agudas representam valores mais elevados, e as notas mais graves equivalem a valores mais baixos. O software, ao “ler” o gráfico, vai emitindo sons stereo da esquerda para a direita, facilitando o entendimento da disposição dos dados dos gráficos.

A possibilidade de ver um gráfico que não sou capaz de ver há cerca de 12 ou 13 anos é realmente emocionante. (…) Estamos muito contentes com esta possibilidade, uma vez que há 285 milhões de pessoas invisuais no mundo.” Ed Summers

Este software, criado com gráficos do SAS, pode ser instalado gratuitamente, e não está destinado apenas a profissionais e cientistas de dados; está pensado também para melhorar a vida de estudantes invisuais e ajudá-los a ter acesso a melhores e mais carreiras profissionais. “Se não temos um entendimento básico dos números e da análise quantitativa, vai ser muito complicado lidar com a economia de hoje em dia”, afirma Ed Summers.

O Graphics Accelerator equilibra o campo de oportunidades e oferece às pessoas cegas uma forma de interpretar dados tal como os seus colegas com visão.

 

Fontes: http://www.wral.com/new-sas-software-helps-blind-users-see-data-in-unique-way/16576691/

https://patient-innovation.com/post/1792?language=pt-pt

Publicado: 10-08-2018