Eu tenho um irmão mais novo. No entanto, houve uma época em que havia dragões no sala de estar, e então era eu a pequena princesa. Quando as almofadas, as mesas e os sofás se amontoavam para formar um castelo … Eu era a pequena princesa. Quando o topo das escadas era a torre mais alta, eu era a pequena princesa. Era também a princesa quando usávamos os azulejos pretos e brancos para simular lava num vulcão, ou quando o nosso pai era o urso que protegia o castelo.

E o meu irmão mais novo, que fazia de conta que era maior, sempre me protegeu nas nossas aventuras, como um verdadeiro guerreiro. A sua espada e escudo de madeira eram a proteção que nos salvou de todos os males. Isso e a sua coragem. Ele lutava em paisagens geladas sem fim ou em cenários de chamas no centro da terra, equipado com o seu escudo e com a sua espada. E assim foi durante anos. Sem dúvida, o melhor presente de Natal que nos deu a tia Ana.

Um dia, o fim das nossas histórias chegou, quando ainda eramos pequenos. A espada partiu e o escudo rachou nas extremidades. Lembro-me de procurar uma nova espada e escudo na feira medieval da nossa pequena cidade, voltando todos os meses de setembro. No entanto, o artesão que moldou os instrumentos das nossas fantasias nunca mais voltou.

Restaurar a espada e o escudo seria recuperar o entusiasmo das nossas memórias, para mim e para o meu companheiro de aventuras.

Participe também no Hospital dos Brinquedos e tenha um Natal mágico.

Publicado: 10-08-2018