Resistir aos encantos de um cão ou de um gato, ou de qualquer outro animal de estimação é muito difícil quando somos adultos. No entanto, como pessoas crescidas, sabemos que ter um animal de estimação implica tempo e dinheiro para cuidar deles, pelo que não é uma tarefa fácil. E mesmo assim, esquecemo-nos completamente deste raciocínio quando olhamos para os olhos de um cãozinho e, sobretudo, se ao lado do cãozinho está o nosso filho a pedir-nos para o levarmos para casa. Mas, quais são realmente as vantagens de fazer a vontade aos nossos filhos?

A nível social, ter um novo “membro na família” é muito positivo para as crianças. Ajuda-os a serem mais sociáveis, a relacionarem-se com outras pessoas e a aumentar a capacidade de intuição, integrando-se melhor em ambientes sociais. Além disso, ter um animal de estimação ajuda muito a tratar o stress, que hoje em dia está cada vez mais presente na nossa vida, e cada vez mais cedo.

A nível emocional,, ajuda a estimular os sentidos, melhora o estado de ânimo e a empatia, e fomenta a autoestima. Além disso, e muito importante, ter animais de estimação ajuda as crianças a serem responsáveis e a terem a noção de compromisso. E lembre-se, as atividades de cuidar do cão ou gato podem servir também de união familiar, se todos se entre ajudam para cuidar dele.

A nível de saúde,, ter um animal de estimação ajuda a que as crianças sejam mais ativas e, por isso, exerçam mais atividade física, ao brincarem com ele e passarem mais tempo ao ar livre (dependendo do animal).

Se as razões que lhe demos foram suficientes para convencê-lo a dar ao seu filho o animal de estimação que sempre quis, mas não tem a certeza se esta é a altura certa para os seus filhos terem essa responsabilidade, deixamos-lhe aqui alguns pontos a ter em conta de acordo com a idade deles que o ajudarão a tomar esta decisão.

Para crianças pequenas: ,antes dos três anos, as crianças são incapazes de tomar decisões e de diferenciar o animal de estimação de um brinquedo. É preciso ter cuidado com a forma como os animais podem interpretar algum gesto das crianças, e como as mesmas podem brincar com os animais, para que nenhum se magoe. Se tem algum receio que estas situações aconteçam, pode começar por lhes dar um peixe ou uma tartaruga.

Para crianças a partir dos 4 anos: ,a partir desta idade, já há tarefas que as crianças podem ver como importantes para cuidar dos seus animais, como dar comida ou limpar a “casa”. Os animais de estimação ideais para estas idades costumam ser os gatos, que não requerem muita atenção e dão-se bem sozinhos, as tartarugas e os hamsters.

Para as crianças a partir dos 6 anos: ,agora sim, ter animais de estimação que requerem cuidados mais frequentes e, sobretudo, atenção, como os cães, já é mais fácil para as crianças e para si também. Vai poder ensinar aos seus filhos a serem responsáveis com o seu animal, a entenderem as suas necessidades e a aprenderem a cuidar dele.

 

Fonte: http://www.hacerfamilia.com/ninos/noticia-puede-ensenar-ninos-tener-mascota-20130207110018.html

 

Publicado: 13-07-2018