O nosso cérebro merece a mesma atenção e cuidados que o nosso corpo. Manter ambos em forma ao longo da vida é importante e ajuda a garantir um futuro mais risonho.

Cultivar uma atitude ativa é uma das regras a seguir para evitar problemas de saúde mental. A questão do desenvolvimento cerebral através do treino tem sido discutida desde os princípios da medicina, e vários estudos [1], [2][3] apontam para a sua pertinência e validade.

Segundo os especialistas em saúde mental, cuidar e exercitar o cérebro deve ser uma tarefa regular ao longo da vida e é importante para limitar as consequências do envelhecimento, ainda que não existam evidências sobre a eficácia do exercício na prevenção de doenças do foro mental, como o Alzheimer ou a demência [2].

Após a análise de vários estudos publicados, encontram-se dois fatores de importância maior na manutenção da saúde mental: O exercício físico, que também tem influencia na saúde mental, e a participação em atividades cognitivas e sociais que estimulem as capacidades intelectuais.

O exercício físico regular traz benefícios comprovados [3], não só para o corpo, mas também para o funcionamento cerebral, porque desenvolve as capacidades de plasticidade, ou seja, a capacidade de regeneração e desenvolvimento neuronal, enquanto aumenta a atenção e reforça as habilidades emocionais.

Nas sociedades ocidentais modernas, certos esforços, como obter alimentos, deixaram de ser necessários, o que levou a uma redução de certos processos mentais. Para contrariar isto, devemos exercitar o cérebro, com desafios intelectuais regulares, interações sociais variadas e participação em atividades de lazer.

Existem várias formas  de manter um cérebro jovem e saudável – praticar desporto, ler mais, participar em jogos de lógica, ou mesmo conversar mais ou aprender um novo idioma O recomendado é que as diversas formas sejam tidas em conta, pois cada tipo de exercício estimula as funções cerebrais de formas diferentes. Seja ativo e comece já a melhorar o seu futuro.

 

[1] Promoting mental health: concepts, emerging evidence, practice: summary report, 2004

[2] Gatz M. Educating the Brain to Avoid Dementia: Can Mental Exercise Prevent Alzheimer Disease?, 2005

[3] Voss MW, Nagamatsu LS, Liu-Ambrose T, Kramer AF. Exercise, brain, and cognition across the life span, 2011

 

 

Publicado: 10-08-2018