Cada vez mais pessoas se preocupam em manter um estilo de vida saudável e, embora isso seja positivo para todos, não devemos exagerar os limites de nossa preocupação e tornarmo-nos obsessivos, especialmente no que toca às crianças. Quando uma criança sofre de obesidade, devemos tentar ajudá-la sem a criticar ou rebaixar a sua autoestima. O importante é nunca a forçar além de seus limites. Sabendo que este é um tema sensível para muitos pais de crianças com excesso de peso, queremos ajudá-lo a combater a obesidade do seu filho e acompanhá-lo durante este processo.

A primeira coisa que deve ter em conta é que é muito provável que, se o seu filho sofre de obesidade, tenha uma baixa autoestima ou seja tímido, por isso é importante que receba apoio e que sinta que os pais estão do seu lado durante esta batalha.

Em segundo lugar, nunca se esqueça de que o processo de perda de peso infantil não deve ser feito sozinho, pois  pode ser bastante solitário o que pode ser perigoso. Seja um exemplo na alimentação em casa, nas horas de sono e incentive-o a fazer exercício todos os dias e, se possível, junte-se a ele.

Finalmente, não devemos tentar mudar radicalmente o estilo alimentar e cortar todos os açucares e gorduras de uma vez. Se o seu filho está habituado a comer pizza todas as semanas, a melhor maneira de adotar bons hábitos de saúde não será cortar estas refeições, mas, sim, melhorá-las. Pode fazer por exemplo uma pizza caseira saudável em vez de encomendar fora, e se isto lhe parece difícil esteja descansado pois existem muitas receitas de lanches saudáveis, divertidos, fáceis e que pode levar a todo lado.

Combater o excesso de peso não é fácil em qualquer idade e por isso não se martirize se sentir que não consegue ajudar-se nem a si mesmo, nem ao seu filho. Se se vir numa situação em que simplesmente não consegue mudar de estilo de vida, recomendamos que consulte um nutricionista para que lhe possa indicar uma dieta equilibrada.

Publicado: 01-10-2018