Envolver a criança em tarefas da vida quotidiana e dar-lhe algumas responsabilidades são dois passos fundamentais para que crie a sua própria autonomia.

Uma criança autónoma é uma criança mais segura de si e das suas capacidades, capaz de assumir riscos e avaliar as suas possibilidades de êxito. Por essa razão, aumentar a autonomia desde os primeiros anos de vida é crucial. Crescer com autonomia e responsabilidades proporciona aos nossos filhos um grau de maturidade suficiente para que enfrentem as situações difíceis da vida.

 

 

Ajudar os nossos filhos a serem autónomos é uma tarefa simples que se pode realizar através de pequenas atividades diárias. Aqui estão alguns conselhos:

– Promova a autoestima: reforçar os avanços e conquistas das crianças dá-lhes uma imagem positiva delas próprias.

– Dê-lhes opções para que possam escolher: há decisões que devem ser os pais a tomar, mas sempre que possível, permita que a criança tenha influência nas escolhas.

– Deixe-os agir a sós: a melhor forma de aprender é através dos próprios erros.Permita que os cometam, sempre com supervisão.

– Permita-lhes um espaço físico e emocional próprio: a criança deve ter liberdade suficiente para expressar o que sente. Demasiadas questões e pressões podem ter um efeito contraproducente.

– Respeite os seus tempos de aprendizagem: cada criança é diferente e não é bom compará-la com outras crianças. Respeitar a sua individualidade ensina-os a respeitarem-se a si próprios.

– Deixe-os pensar: Quando os seus filhos lhe fizerem perguntas, estimule-os a procurar uma resposta antes de lhes responder.

– Ensine-os a procurar soluções: fará com que despertem a curiosidade e criará agilidade mental.

– Aja de acordo com as possibilidades da criança: exigir demasiado pode revelar-se negativo e reduzir a autoestima da criança.

– Não os deixe desanimar: mostre-lhes como refletir perante as adversidades e ensine-os a conceber outras possibilidades para atingir os objetivos. 

– Ofereça-lhes explicações: para que aprendam a ser autónomos, dê-lhes instruções simples que lhes permitam abordar as atividades com confiança.

– Aceite as suas falhas: os erros são passos que ensinam qual o caminho correto. 

– Reconheça os seus esforços: mesmo que seja com algo simples, como uma salva de palmas, todos os esforços devem ser recompensados.

 

Publicado: 17-07-2018